Escolha uma Página
4 e 5 de setembro
Sebrae Nacional – Brasília.

Participe do evento #TurismoSummit2018

Venha debater com o Ministério do Turismo, Embratur – Instituto Brasileiro do Turismo e Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas os novos conceitos norteadores do turismo mundial.

O objetivo do evento é promover o encontro das governanças dos destinos brasileiros e do trade turístico para consolidar os pilares da abordagem dos destinos turísticos inteligentes e inovadores.

Mídia

Transporte

Aviação

Legislação

Internet

A difusão da mídia impressa, o advento do trem enquanto meio de transporte, a aviação civil, a legislação trabalhista, e por último, a internet. Todos são marcos que resultaram no encurtamento de distâncias e contribuíram para a popularização das viagens no mundo.

Cada um desses episódios transformou e possibilitou que o turismo se tornasse um dos principais setores econômicos do mundo. Toda a transformação pelo qual estamos vivenciando propiciou que saíssemos de uma lógica de destinos analógicos (tradicional, off-line), para os digitais (multicanal, online) e agora o desafio é transformá-los em inteligentes (sensoriais).

Em 2017 iniciou-se a disseminação do conceito de Destinos Turísticos Inteligentes – DTI no Brasil, apesar do caminho percorrido neste período de 1 ano e meio de implementação, percebe-se que há ainda muitos desafios e dúvidas. Como por exemplo a incorporação dos dados dos turistas na rotina de planejamento e tomada de decisão nos destinos turísticos. A partir destes dados os destinos brasileiros poderão ter mais condições de gerar inteligência voltada para esta cadeia e para os pequenos negócios inseridos nela.

Neste contexto surge o evento #TurismoSummit2018, promovido pelo Ministério do Turismo, Embratur – Instituto Brasileiro do Turismo e Sebrae – Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas que tem por objetivo disseminar os novos conceitos norteadores do turismo no mundo, promover um encontro das governanças dos destinos turísticos e consolidar os pilares da abordagem dos destinos turísticos inteligentes.

Este momento é de grande relevância para o turismo brasileiro onde reuniremos a governança dos principais destinos brasileiros (gestores públicos, coordenadores dos projetos de destinos turísticos inteligentes, lideranças do turismo, empresários e universidades em prol da evolução do turismo brasileiro.

Declaração de participação no evento!

Acessar

Programação

* Programação sujeita a alterações.

04.09.2018

8h30 - Credenciamento e Abertura
Horário

 

8h30

Credenciamento

9h00

Abertura oficial do evento
10h00 - 10h45 - Palestra: Turismo na Era da Digital
Horário Palestra
10h00 Turismo na Era da Digital Aline Prado – Líder de Insights para a Indústria de Turismo no Google Brasil.
10h45 - 12h25 - Painel 1: Governança - Gestão Turística Inovadora
Horário Apresentações Painelistas
10h45 às 12h25
Caso de Sucesso: Rio de Janeiro – Programa Lidera/Urban Hacking. Margareth Carvalho – Coordenadora de Turismo do SEBRAE/RJ
Vania Ferreira Baddini – Proprietária do restaurante Don Phillipe Gastronomia.
Caso de Sucesso: Costa do Descobrimento. Richard Alves – Secretário de Turismo de Porto Seguro BA
Caso de Sucesso: reposicionamento da marca Foz do Iguaçu. Gilmar Piolla – Secretário Municipal de Foz do Iguaçu
Moderadora: Heloisa Menezes – Diretora Técnica do Sebrae
12h25 - 14h00 - Intervalo: almoço e visitação ao espaço de exposição
14h00 às 16h20 - Painel 2: Mercado turístico - Jornada da Experiência do Turista
Horário Apresentações Painelistas
14h00 às 16h20 Case: El uso del Big data para el conocimiento del turista: o caso de Benidorm (Alicante/Espanha). Mário Gárcia – Jefe de Departamento de Big Data en Visit Benidorm y la Asociación Empresarial Hostelera de Benidorm, Costa Blanca y Comunidad Valenciana (HOSBEC)
Marketing Turístico: Como vender seus destinos nos canais digitais. Marta Poggi – Consultora, conteudista, autora, blogueira e palestrante de turismo e marketing digital, fundadora do Blog Agente no Turismo e Sócia da Strategia Consultoria.
A experiência da Melhores Destinos e o novo perfil de turista. Leonardo Marques – Engenheiro de Software, blogueiro desde 2002, fundou em 2008 o Melhores Destinos.
Moderador: Mateus Braga – Diretor Executivo de Criação na Isobar
16h20 - Intervalo : Coffee e Visita ao espaço de exposição.
16h40 - 18h20 - Painel 3: Tecnologia no turismo: integração e comercialização da oferta de produtos e serviços em ambiente virtual
Horário Apresentações Painelistas
16h40 às 18h20 Apresentação: Ominibees. Rafael Moura – Coordenador comercial na Omnibees Distribuição e Marketing Hoteleiro.
Apresentação: Hotel Urbano. Antonio Gomes – Co-fundador do Hotel Urbano e Diretor comercial.
Apresentação: Decolar Fernando Tanaka – Decolar.com Manager – Sourcing Hotels Brasil
Moderador: Vinicius Lages – Diretor de Administração e Finanças do Sebrae
18h20 - Encerramento

05.09.2018

09h00 - 10h20 - Painel 4: Gestão sustentável dos destinos
Horário Apresentações Painelistas
9h00 às 10h20 Apresentação: Prêmio Braztoa. Mônica Sâmia – Diretora Executiva da Braztoa.
Apresentação: Sustentabilidade como diferencial competitivo nos destinos turisticos. Alexandre Garrido – Coordenador do grupo de trabalho na ISO de Turismo Sustentável (ISO/TC228/WG 13)
Coordenador da Comissão de estudos da ABNT de Turismo Sustentável Especialista em sustentabilidade, riscos, normalização, certificação e gestão empresarial.
Moderador: Alberto D´Auer – Responsável pelas ações de Turismo Social do Serviço Social do Comércio (Sesc) no Brasil e do Conselho de Administração da Organização Internacional de Turismo Social para as Américas.
10h20 às 10h45 Pich: Voucher digital – Caso da Rota das Emoções. Luis Walter Bastos Muniz – Gerente da Unidade de Turismo Cultura e Eventos,
Coordenador Estadual Rota das Emoções MA, PI e CE
10h45 - 12h40 - Painel 5: Experiência turística
Horário Apresentações Painelistas
11h20 Apresentação: A Economia criativa como vetor de fomento ao turismo Carlos Martins (Portugal) – Economista pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto
Apresentação: Peru – Um destino de experiência. Milagros Ochoa – Diretora de Turismo e Imagem País no Escritório Comercial do Peru no Brasil/Ministério de Comércio Exterior.
Apresentação: Beacons – Como potencializar a experiência do turista utilizando a sensorização. Armando Junior – CEO & Founder da Hi Group
Moderador: Wilken Souto – Assessor técnico do Ministério do Turismo

Destinos turísticos inteligentes

São estruturas turísticas diferenciadas que facilitam a interaçãoe integração do visitante antes, durante e depois, incrementando a qualidade de sua experiência com o destino por meio de metodologias e tecnologias inovadoras..

Palestrantes

* Sujeita a alterações.

Alberto d'Aurea
Alberto d'Aurea

Pesquisador do Mestrado em Sistemas de Gestão Sustentável pela Escola de Engenharia da UFF.

+
Alexandre Eliasquevitch Garrido
Alexandre Eliasquevitch Garrido

Coordenador do grupo de trabalho na ISO de Turismo Sustentável (ISO/TC228/WG 13)

+
Antonio Gomes
Antonio Gomes

Co-fundador do Hotel Urbano e Diretor comercial

+
Armando Junior
Armando Junior

CEO & Founder da Hi Group

+
Leonardo Marques
Leonardo Marques

Engenheiro de Software, blogueiro desde 2002, fundou em 2008 o Melhores Destinos.

Luis Walter Muniz
Luis Walter Muniz

Gerente da Unidade de Turismo Cultura e Eventos

+
Margareth Carvalho
Margareth Carvalho

Coordenadora de Turismo do SEBRAE/RJ

+
Mario Villar García
Mario Villar García

Jefe de Departamento de Big Data en Visit Benidorm y la Asociación Empresarial Hostelera de Benidorm.

+
Marta Poggi
Marta Poggi

Palestrante, consultora, Conteudista e fundadora do Blog Agente no Turismo

+
Milagros Ochoa Koepke
Milagros Ochoa Koepke

Diretora de Turismo do Escritório Comercial do Peru no Brasil.

+
Richard Alves
Richard Alves

Secretário de turismo de Porto Seguro BA

+
Vânia Baddini
Vânia Baddini

Proprietária do restaurante Don Phillipe Gastronomia

+
Fernando Tanaka
Fernando Tanaka

Decolar.com Manager - Sourcing Hotels Brasil

+
Carlos Martins
Carlos Martins

Economista pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto

+
Gilmar Piolla
Gilmar Piolla

Secretário de Turismo, Indústria, Comércio de Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu.

+
Monica Eliza Samia
Monica Eliza Samia

Bacharel em Comunicação Social

+
Aline Prado e Silva
Aline Prado e Silva

É líder de Insights para a Indústria de Turismo no Google Brasil

+
Rafael Moura
Rafael Moura

Sales Coordinator

+
Mateus Braga
Mateus Braga

Diretor Executivo de Criação na Isobar

+
Wilken Souto
Wilken Souto

Assessor técnico do Ministério do Turismo

+
Vinicius Lages
Vinicius Lages

Doutor em Socio-Economia do Desenvolvimento pela Escola de Altos Estudos em Ciências Sociais.

+
p

Amplie sua experiência no evento

baixe o aplicativo e mantenha seu Bluetooth ligado..

Ecossistema do Turismo

Estudiosos apontam que o turismo tem interações, diretas ou indiretas, com 52 outras atividades econômicas, constituindo uma malha ampla e complexa de encadeamento, que a partir da internet, passou a ter uma lógica diferente de atuação. Os intermediários tradicionais, como as agências de viagens, ganharam a concorrência de plataformas digitais e das OTA’s – Online Travel Agencies e o turismo está mais digital do que nunca.

Com as facilidades tecnológicas, a forma de fazer turismo no mundo passa por uma transformação, no qual o ambiente digital migra os elos da cadeia de valor para um ecossistema de inovação. Nesse contexto, estão surgindo números expressivos de novos modelos de negócios, como as plataformas digitais, que se posicionam como verdadeiros motores do mercado e geradores de dados sobre o turista e sobre o setor.

Apesar dessa transformação digital, o turismo ainda guarda uma forte vocação territorial e integração com outras cadeias, tais como da Economia Criativa, do Artesanato, Alimentação Fora do Lar, como bares e restaurantes, e os Produtores Rurais, na Produção Associada ao Turismo, que oferecem insumos para uma oferta turística diferenciada, geralmente focada em experiências e vivências sensoriais.

O novo turista apresenta um perfil de consumo mais consciente, preocupado com o impacto que ele gera nas viagens. Será cada vez mais comum que esse turista opte apenas por empreendimentos que adotem práticas sustentáveis, com o uso de energias renováveis e limpas.

E por último, uma interação que continuará sendo fortemente estimulada é com o tema da Economia Digital. Essa aproximação e integração com a Economia Digital é facilmente explicada. Em um mundo conectado, como o que estamos vivendo hoje, a tecnologia é mais do que um diferencial competitivo. Ela é condição de existência e sobrevivência para os empreendimentos turísticos e, consequentemente, dos destinos turísticos. Mesmo que os pequenos negócios ainda não tenham a dimensão desse cenário e muitas vezes imponham barreiras ao uso da tecnologia, essa é uma realidade que está cada vez mais próxima e precisa ser fortemente abordada.

Um estudo realizado pela Google e pela IPSOS Media CT[1], em 2014, alerta: “esqueça os guias de viagem em papel, as reportagens nas seções de turismo dos jornais e revistas ou até mesmo o bom e tradicional agente de viagens.

É o digital que está pautando e influenciando as decisões dos viajantes sobre os seus próximos destinos”. Essa constatação é ilustrada com alguns números:

Viajantes pesquisam na internet antes mesmo de saber para onde vão:

%

Lazer

%

Negócios

Assistem vídeos online quando pensam em fazer uma viagem:

%

Usam a internet como inspiração para as viagens:

%

Viajantes a lazer e também a negócios recorrem a ferramentas de busca online para planejar suas viagens:

%

Buscam por termos relacionados a destinos quando iniciam o planejamento das viagens:

%

Nomes específicos de marca ou site são usados por apenas:

%

Viajantes a lazer e a negócios optam por uma agência de viagens online para comprar suas viagens:

%

Lazer

%

Negócios

Entre outros dados, o referido estudo chega a uma conclusão: smartphones são utilizados durante todo o processo de viagem. Esse contexto nada mais é do que o reflexo de sociedade que está moldando novos perfis de turistas. Turistas conectados que buscam informações online, mas querem experiências reais nos destinos que visitam.

Isto posto, uma vez que a atuação em cadeia já está bem consolidada pelo Turismo, o desafio, pela perspectiva da estratégia de Destinos Turísticos Inteligentes, é a inclusão digital dos pequenos negócios de turismo, estruturando uma experiência inovadora e assegurando a sustentabilidade do destino por meio de uma governança atuante.

Rede Social

#turismosummit2018 #turismointeligente #destinointeligentesebrae #destinoturisticointeligente #mtur #embratur #turismo

Realização:

Sebrae Nacional

Local

Conjunto A Sgas 605.
Brasília – DF